Páginas

Mural










9.9.08

Para encher os olhos




A parente Carminho Paes de Barros, que sempre acessa o blog da família, envia belíssimos registros fotográficos, acompanhados de seu depoimento sobre cada retrato. Na imagem acima, da direita para a esquerda, é possível divisar as residências de Lourenço Avelino de Almeida Prado; de João Adelino (do outro lado da rua) e a casa com sacada, do Major Marcello de Almeida Prado e de sua mulher e prima Carolina Ferraz de Almeida Prado (Nhazinha).
"Todos são filhos do Major Francisco de Paula Almeida Prado, que se casou duas vezes, a primeira, com Izabel de Almeida Campos e a segunda com Anna Joaquina Ferraz. Teve oito filhos do primeiro matrimônio, e sete, do segundo. Marcello e João Adelino eram filhos do segundo leito, e Lourenço Avelino fruto do primeiro casamento."



"A segunda fotografia mostra a sala de jantar da casa de Nhazinha e o Major Marcello, com a decoração da época, paredes pintadas e móveis feitos pelo Liceu d Artes e Ofícios de São Paulo. Era uma residência requintada e extremamente confortável.










"A terceira fotografia mostra o oratório da casa, com a imagem da Virgem Maria. Nhazinha e o Major Marcello receberam em sua casa visitantes ilustres, que lá se hospedaram, como o governador Jorge Tibiriçá, o governador Armando Sales de Oliveira, e os secretários de Estado Waldomiro Silveira e Adalberto Bueno Neto.
O governador Jorge Tibiriçá era também primo, filho de João de Almeida Prado Júnior, que adotou o nome de João Tibiriçá Piratininga quando estagiou em Coimbra. Jorge nasceu em Paris, 1855, vindo a falecer em 1928. Formado na Alemanha e na Suíça em agrotécnica e filosofia, respectivamente em Hohenheim e Zurique, participou da propaganda republicana e por duas vezes governou São Paulo, em 1890 e em 1904.
Armando Sales de Oliveira nasceu em São Paulo nasceu em São Paulo em 1887, vindo a falecer em 1945. Engenheiro formado pela Escola Politécnica participou ativamente das campanhas de adoção do voto secreto e pela implantação do serviço militar obrigatório. Foi um dos líderes da revolução constitucionalista de 1932. Foi interventor federal no Estado de São Paulo em 1933 e governador eleito pela assembléia constituinte que promulgou a constituição estadual paulista de 1934. Consolidou a Universidade de São Paulo.
O oratório da terceira fotografia, que se destacava pela sua beleza e simplicidade, era motivo de concentração de parentes e de reza de amigos devotos."

Nenhum comentário: